Participação do Ebrabo no XI Congresso da Rede Unida

Inervenção - XI Congresso Internacional da Rede Unida

Intervenção – XI Congresso Internacional da Rede Unida

Cléo Lima e Leo Salo representaram o Coletivo Experimentalismo Brabo no XI Congresso Internacional da Rede Unida, realizado em Fortaleza-CE, entre os dias 10 e 13 de abril.  Com o tema central: “Girar Vida, Políticas e Existências: a delicadeza da Educação e do Trabalho no cotidiano do SUS”, o evento visa contribuir propositivamente com os processos de mudança na formação e desenvolvimento de profissionais da área da saúde, bem como na transformação do modelo de atenção à saúde e na busca da consolidação do Sistema Único de Saúde em seus princípios e diretrizes. A dupla realizou uma intervenção durante a abertura e participou de uma távola com a pesquisadora Ermínia Silva.

Além da intervenção artística e da távola, Salo e Cléo apresentaram dois trabalhos sobre a atuação do Experimentalismo Brabo, um sobre o Projeto Geração da Leitura e outro sobre a criação do coletivo:

XI Congresso Internacional da Rede Unida

XI Congresso Internacional da Rede Unida

GERAÇÃO DA LEITURA: UM EXPERIMENTALISMO BRABO SOBRE CULTURA, LEITURA E MEMÓRIA COM IDOSOS E CRIANÇAS EM SÃO GONÇALO-RJ

Autoria de Leo Salo e Karen Guimarães.

Resumo. Promover saúde para a terceira idade inclui o pensar sobre maneiras de reforçar a pessoa idosa como única e expressiva, valorizando sua experiência e cultura, elevando sua autoestima. Um dos principais problemas encontrados principalmente em instituições de longa permanência para idosos é o abandono de si mesmo. Por meio de arte e cultura, o presente projeto trabalha numa perspectiva de atuar na reflexão sobre estes problemas. O conhecimento de mundo registrado na literatura pode ser usado para dialogar com as histórias de vida dos idosos, em atividades lúdicas que promovam ainda o diálogo entre gerações. Dado que o ato de leitura não corresponde unicamente ao entendimento do mundo do texto, seja ele escrito ou não, entende-se que a leitura carece da mobilização do universo de conhecimento do outro – do leitor – para atualizar o universo do texto e fazer sentido na vida, que é o lugar onde o texto realmente está. Neste sentido, observa-se uma possibilidade de inovação em termos de memória e história oral,  ao reconhecer o idoso como ser único e expressivo, dotado de experiência de vida e de uma bagagem cultural pouco aproveitada. Trata-se aqui, portanto, de valorização da história oral, da memória da solidariedade e da cultura da paz, como elementos passíveis de serem incorporados em atividades lúdicas e rodas de leitura. Todavia, descortina-se de forma concomitante ao diálogo entre gerações, um protagonismo dos idosos abrigados, não em perspectiva de uma prática assistencialista, mas sim na avidez pelo reconhecimento de uma instituição de longa permanência para idosos localizada no município de São Gonçalo, o Abrigo do Cristo Redentor, como um importante repositório cultural.

Cléo Lima

Cléo Lima

EXPERIMENTALISMO BRABO: UM COLETIVO DE PROVOCAÇÃO ARTÍSTICA NASCIDO NO COMPLEXO DE FAVELAS DE MANGUINHOS, RIO DE JANEIRO

Autoria de Leo Salo, Cléo Lima, Catia Nascimento e Felipe Eugênio.

Resumo. As inquietações que permitiram a criação do Coletivo Experimentalismo Brabo começam a tomar a forma de uma proposta de atuação a partir da interação entre integrantes do Ecomuseu de Manguinhos (Rede CCAP) e do Projeto CAIS (ICICT/FIOCRUZ e Cooperação Social/FIOCRUZ) ocorrida naturalmente diante da parceria entre as duas ações para a realiiação de atividades no território de Manguinhos, Rio de Janeiro. O que as pessoas de Manguinhos tem a dizer pro mundo? Que mundo se pode construir a partir do imaginário local? Como fazer a vida ser diferente porque vista pelo ângulo da solidariedade? Como promover a paz e o amor para o enfrentamento à cultura da indiferença e da reprodução cultural? É possível ver a arte colaborar para a construção de um horizonte contra hegemônico, que supere a cultura da violência e do individualismo? Face a estas inquietações, surge em 2013 o Experimentalismo Brabo, um Coletivo de Agitação Artística e Cultural que inicia sua atuação em territórios favelizados, e, originalmente, no complexo de favelas de Manguinhos. Buscando ser um movimento de intervenção cultural que trabalha com arte, esse coletivo aponta como ponto de chegada de sua atuação a emersão de simbologias contra hegemônicas para superação do que constitui um território de exceção. A partir da concepção inicial, profissionais da área da saúde foram convidados a participar desta nova iniciativa, que começa a tomar forma a partir da incubadora de projetos do Ecomuseu de Manguinhos.

Os anais do evento estão disponíveis na Revista Interface – Comunicação, Saúde, Educação ISSN 1807-5762 – Suplemento 3, 2014.

Mais fotos da participação do Ebrabo no XI Congresso Internacional da Rede Unida podem ser vistas no Facebook.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s