Encontro Brabo entre Nilson Medeiros, morador do Abrigo do Cristo Redentor (São Gonçalo) e alunos de escola municipal em São Gonçalo.

Cristina Pizzorri conta uma das histórias de Simbá, o marujo!

Cristina Pizzorri conta uma das histórias de Simbá, o marujo!

Cristina Pizzotti, jornalista e contadora de histórias, foi a mestre de cerimônias em nosso primeiro encontro brabo de gerações realizado em uma escola. Foi um momento muito importante para o Experimentalismo Brabo, onde pela primeira vez levamos um idoso morador do Abrigo do Cristo Redentor (Nilson Medeiros) para ser protagonista de uma atividade cultural fora do abrigo, numa perspectiva de valorizar sua cultura e memória. A atividade foi realizada na Escola Municipal Darcy Ribeiro, em Vista Alegre, São Gonçalo.

As histórias de Simbá, o marujo, foram as escolhidas por Cristina para celebrar esta nobre ocasião. Cristina contou e encantou e de forma leve e divertida conseguiu fazer com que estas histórias pudessem ser a base para que as crianças e Nilson pudessem ter um agradável diálogo. Aproveitando-se de suas habilidades jornalísticas, Cristina fez uma espécie de talk-show, entrevistando Nilson e permitindo que as crianças pudessem fazer perguntas e comentários.

Nilson compartilhou um pouco de suas memórias, respondendo à perguntas sobre variedades e em certo momento histórias de vida e em dado momento foi “intimado” a fazer como Cristina e incorporar um contador de histórias:   “O senhor então poderia contar uma história?” – Disse um aluno.  E  Nilson, prontamente respondeu: “Claro!”: O convidado do dia contou a história de uma pescaria, em que um amigo pescador, só ficava com os peixes  menores e jogava os maiores de volta na água. Intrigado, Nilson perguntou o motivo e o amigo respondeu:  “É porque a frigideira que temos para fritar os  peixes é pequena”…

As crianças adoraram, o Nilson adorou, viva!

Cristina Pizzorri e Nilson Medeiros

Cristina Pizzorri e Nilson Medeiros

O Projeto Geração da Leitura tem como objetivo estimular o intercâmbio cultural entre idosos, visitantes e funcionários do Abrigo do Cristo Redentor de São Gonçalo, realizando atividades artísticas e culturais, que permitam a construção da memória e a valorização da cultura e da história de vida dos idosos abrigados. Para este projeto, o Coletivo Experimentalismo Brabo conta com o apoio da Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro, o que permite ainda a realização de atividades de troca cultural entre gerações em outros territórios.

BIBLIOGRAFIA BRABA DO DIA:

BARBIERI, Stela. Simbá, o marujo. São Paulo: Cosac Naify, 2012.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s