Ebrabo na 11ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

DSCF5337
Melissa Coelho representou o Coletivo Experimentalismo Brabo hoje, no Museu da Vida. A atividade integrou a programação da FIOCRUZ na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia e contou com público total de 70 crianças e adolescentes. Melissa contou a história do curumim que virou Gigante de Pedra, no Rio de Janeiro e teve como cenário um espaço com fotos e painéis indígenas, que mostravam expedições do Instituto Oswaldo Cruz na Amazônia. Melissa cantou ainda músicas Guajajara e realizou dinâmicas com os nomes dos participantes da atividade. A intenção foi valorizar o potencial de cada um como contador de histórias e criador de mundos, bem como, mostrar que podem existir várias histórias sobre qualquer coisa e não apenas uma versão.
A FIOCRUZ organizou uma agenda com exposições, filmes, música, teatro, contação de histórias, jogos e bate-papo com escritores e pesquisadores. As atividades interativas foram desenhadas para interagir com diferentes faixas etárias. A temática da presente edição da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia foi: “a ciência e a tecnologia para o desenvolvimento social” e as atividades ocorrem entre 14 e 19 de outubro no campus Manguinhos da FIOCRUZ, no Jardim Botânico, no Palácio Itaboraí em Petrópolis e no Parque da Cidade, em Brasília. As ações são coordenadas pela Vice-Presidência de Ensino, Informação e Comunicação e pelo Museu da Vida, da Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz).
“A SNCT é um evento de diálogo entre a área de pesquisa e desenvolvimento tecnológico e a sociedade. Por isto, há 11 anos participamos dele com muito entusiasmo. Destaco aqui o valioso trabalho do Museu da Vida, que vem contribuindo para a organização do conjunto das atividades de todas as nossas unidades técnico científicas”, destaca a vice-presidente de Ensino, Informação e Comunicação da FIOCRUZ, Nísia Lima. Ela ressalta que o tema da Semana se constitui em uma excelente oportunidade para vincular a produção científica aos desafios sociais vivenciados atualmente pela sociedade brasileira. “A temática visa estimular as instituições a abordar a C&T como instrumento de inclusão, transformação social e desenvolvimento humano, o que está absolutamente coerente e convergente às diretrizes da Carta Política aprovada no VII Congresso Interno da FIOCRUZ”.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s